News

SAFRAN ESTÁ NA FIDAE 2024 COM SEUS PRODUTOS DE PONTA

Embraer e FAB iniciam estudos para plataformas de missões especiais

Pavilhão Brasil, coordenado pela ABIMDE, é inaugurado por autoridades na FIDAE 2024

Forças Armadas e agências federais destroem helicóptero e detêm piloto em operação contra garimpo ilegal na terra indígena Yanomami

IACIT fortalece presença entre principais marcas globais na FIDAE 2024

Operação Catrimani II: Forças Armadas empregam 800 militares em nova fase de combate ao garimpo na TI Yanomami

Marinha e Polícia Federal apreendem carga de cigarros contrabandeados no litoral do Pará

Saturday, 20 de April de 2024
Home » Força Aérea » Primeiras aeronaves SAR já estão na BAFL

Primeiras aeronaves SAR já estão na BAFL

Força Aérea
Por

aeronaves Carranca.3

Já há algo de diferente na capital catarinense. Desde segunda-feira, (02/03), aviões e helicópteros da Força Aérea Brasileira (FAB) começaram a chegar e se prepararem para a segunda semana da Operação Carranca IV, quando acontecem os exercícios integrados com acionamentos reais de Busca e Salvamento (SAR).

aeronaves Carranca

Nesse primeiro momento as unidades aéreas preparam a logística da manobra e dão inicio aos treinamentos. Toda a tripulação deve estar adestrada para inúmeras missões de busca e salvamento, como localizar e resgatar náufragos, embarcações à deriva, aeronaves acidentadas e pilotos ejetados.

aeronaves Carranca.5

Também são realizados treinos de pilotos operacionais e a formação para missões específicas, como içamento no mar. A padronização dos procedimentos na Avaliação Operacional (AVOP) garante o sucesso dos resgates nas missões SAR. Ainda na fase AVOP, também são feitos o reconhecimento das áreas a serem utilizadas na operação, como a definição dos cenários de resgate, busca e localização de objetos.

aeronaves Carranca.2

Também são definidos os alvos e as áreas de lançamentos de paraquedistas. A FAB vai empregar os helicópteros H-1H, H-34 Super Puma, H-60 Black Hawk e os aviões SC-105 Amazonas, P-95 Bandeirulha e P-3AM Orion. A Petrobrás vai utilizar também um helicóptero para simular operações offshore.

aeronaves Carranca.6

Para o Tenente-Coronel Higino José de Oliveira, comandante do Esquadrão Pelicano, essa primeira fase é importante para o nivelamento de conhecimento e preparação para situações do dia a dia. “É uma espécie de aquecimento para que possamos colocar os nossos tripulantes numa situação real, em condições extremas, para atender a missão de busca e salvamento. Queremos exigir o máximo deles”, declara.

aeronaves Carranca.4

FONTE : www.carranca.aer.mil.br

Fonte | Fotos: operacional