News

Forças Armadas e sociedade civil transportam 3,6 mil toneladas de donativos ao Rio Grande do Sul na maior campanha humanitária já registrada no país

Embraer e FAB colaboram com logística e doações para o Rio Grande do Sul

P-3AM Orion faz primeiro voo com novas asas

ABIMDE coordenou empresas brasileiras na Defence Service Asia 2024

KC-390 Millennium transporta Hospital de Campanha da FAB para Canoas

Hospital de Campanha da Marinha inicia atendimentos no RS nesta quinta-feira (9)

Exército instala Hospital de Campanha para apoio de saúde à população no Rio Grande do Sul

Monday, 17 de June de 2024
Home » Geopolítica » Pellegrino considera gravíssimas novas denúncias de espionagem

Pellegrino considera gravíssimas novas denúncias de espionagem

Diversos
Por

O presidente da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional (CREDN), da Câmara dos Deputados, Nelson Pellegrino (PT-BA), classificou de “gravíssimas” as novas denúncias de espionagem dos Estados Unidos no Brasil. Segundo ele, “o governo acertou ao convocar o embaixador norte-americano Thomas Shannon para prestar esclarecimentos. E, caso se confirme que a presidente Dilma foi espionada, temos um episódio inaceitável de violação da soberania nacional”.

Pellegrino informou que irá promover no âmbito da CREDN e da Comissão Mista de Controle das Atividades de Inteligência (CCAI), a realização de novas audiências públicas para tratar das novas denúncias e do trabalho realizado por duas comissões de brasileiros nos Estados Unidos, a última delas presidida pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que se reuniu em Washington com o vice-presidente Joe Baden, com a assessora para Assuntos de Contraterrorismo, Lisa Mônaco, e com o chefe de Departamento de Justiça, Eric Holder.

“Pelo que soubemos os Estados Unidos não aceitam qualquer tipo de acordo que preserve a privacidade de pessoas comuns e de autoridades. Eles se consideram legalmente amparados e esta postura é inadmissível, portanto, vou defender a instalação de uma CPI Mista para investigarmos a fundo o que saiu até agora e o que ainda está por vir”, afirmou o deputado.

Fonte | Fotos: credn