News

SAFRAN ESTÁ NA FIDAE 2024 COM SEUS PRODUTOS DE PONTA

Embraer e FAB iniciam estudos para plataformas de missões especiais

Pavilhão Brasil, coordenado pela ABIMDE, é inaugurado por autoridades na FIDAE 2024

Forças Armadas e agências federais destroem helicóptero e detêm piloto em operação contra garimpo ilegal na terra indígena Yanomami

IACIT fortalece presença entre principais marcas globais na FIDAE 2024

Operação Catrimani II: Forças Armadas empregam 800 militares em nova fase de combate ao garimpo na TI Yanomami

Marinha e Polícia Federal apreendem carga de cigarros contrabandeados no litoral do Pará

Tuesday, 23 de April de 2024
Home » Marinha » Navios-Patrulha Brasileiros, Colombianos e Peruanos na Operação BRACOLPER

Navios-Patrulha Brasileiros, Colombianos e Peruanos na Operação BRACOLPER

Marinha
Por

Navios durante a Operação BRACOLPER Fase III

Os Navios-Patrulha Fluvial (NPaFlu) “Pedro Teixeira”, “Roraima”, “Rondônia” e “Amapá” e os Navios de Assistência Hospitalar (NAsH) “Oswaldo Cruz” e “Soares de Meirelles”, subordinados ao Comando da Flotilha do Amazonas, suspenderam da Estação Naval do Rio Negro (ENRN) no dia 1º de setembro para a III Fase da Operação BRACOLPER NAVAL 2015.

Junto a eles, o Navio da Armada da República da Colômbia (ARC) “Leticia”, e os navios da Marinha de Guerra do Peru (MGP) “Marañon” e “Ucayali” suspenderam para realizar, durante a travessia, exercícios operativos para navios em fase três de adestramento, tiro real sob alvo fixo na raia de tiro da Marinha do Brasil em Velho Airão, no Amazonas, empregando canhão de 40mm, e metralhadoras 20mm e .50 pol, e desembarque ribeirinho nas proximidades de Novo Airão, no rio Negro.

De acordo com o Comandante da Flotilha do Amazonas, Capitão-de-Mar-e-Guerra Ednaldo Blum de Oliveira Santos, o exercício de tiro real constitui-se em uma oportunidade de assegurar a manutenção da interoperabilidade e a cooperação entre as Marinhas do Brasil, Colômbia e Peru, especialmente no cenário amazônico fronteiriço entre os três países, além da especial oportunidade de qualificação das equipes operativas dos navios, visando sempre a prontidão dos meios navais para o emprego real frente às ameaças transnacionais.

FONTE: CCSM

Fonte | Fotos: ccsm