• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
Internacional

A Agência NSA aumentou o uso de reconhecimento facial

Por   

nsa-20130612175137

A NSA (Agência de Segurança Nacional dos EUA) coleta grande número de imagens de pessoas para uso em sofisticados programas de reconhecimento facial, segundo papéis confidenciais.

A agência aumentou o uso de programas de reconhecimento facial recentemente, desde que passou a usar novo software para estudar imagens em e-mails, mensagens de texto, redes sociais e outros tipos de comunicação.

Agentes da NSA acreditam que avanços tecnológicos podem revolucionar a localização de alvos pelo mundo. As ambições da NSA nesse campo e a escala do esforço ainda não tinham sido noticiadas.

Reconhecimento facial

Segundo documentos obtidos em 2011 pelo ex-técnico da NSA Edward Snowden, a agência intercepta “milhões de imagens por dia”, incluindo 55 mil “imagens com qualidade de reconhecimento facial”, algo considerado um “tremendo potencial” para o serviço de inteligência.

“Não é só a comunicação tradicional que interessa: é usar um arsenal tático para explorar pistas de um suspeito em atividades na rede para compilar informação biográfica e biométrica”, diz documento de 2010 da agência.

Não está claro quantas pessoas podem ter sido alvos do esforço. Críticos e ativistas se preocupam com o risco de as melhoras na tecnologia acabarem com a privacidade. “Reconhecimento facial pode ser muito invasivo”, diz Alessandro Acquisti, da Universidade Carnegie Mellon.

facial

A NSA diz que a agência não tem acesso a fotos de carteiras de habilitação ou passaportes, mas não informa se pode obter fotos de solicitantes de visto. Também se negou a dizer se coleta imagens faciais de americanos em redes sociais em ações além da interceptação de conversas.

, , ,

Recomendados para você

Comentários

GALERIA

Temporada hípica da EsEqEx

Dia do Exército – 1ª DE

Campeonato de salto do Exército Brasileiro

©Copyright 2017 - Comandos Editorial. Todos os direitos reservados.

É expressamente proíbida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sendo os infratores indiciados com base na Lei nº 9.610 de 19/02/1998.

Operacional Magazine: proud to be Brazilian.